6 dicas de como superar o complexo de inferioridade - Alex Paxeco
Home » Inteligência Emocional » 6 dicas de como superar o complexo de inferioridade

Portal Alex Paxeco

6 dicas de como superar o complexo de inferioridade

Provavelmente, já sentiu, em algum momento da sua vida, que nada do que fazia dava certo, ou que definitivamente ainda precisava de aprender muitas coisas. 

É natural sentir-se dessa maneira, algumas vezes, pois algumas situações são tão desafiantes que até a pessoa mais confiante do mundo pode vacilar e sentir-se um pouquinho inferior. 

Acontece que algumas pessoas sentem-se assim com uma frequência muito grande e, às vezes, passam muito tempo a pensar que são menores do que as pessoas que as cercam. É muito perigoso quando esse sentimento de inferioridade se torna um complexo, porque isso pode atrapalhar o desenvolvimento tanto da vida pessoal, quanto da vida profissional de quem se sente assim. 

Então, pergunto-lhe: sente que não está à altura dos padrões que a sociedade exige? Acredita que muitas pessoas são infinitamente melhores do que você mesmo/a? 

Talvez a sua resposta seja não, mas é preciso ficar atento/a mesmo assim, pois o complexo de inferioridade é muitas vezes inconsciente.

Este começa com uma simples dúvida sobre a sua própria capacidade, a qual vai diminuindo aos poucos a sua autoestima, terminando consigo mesmo/a a compensar o que acredita faltar em si e fazendo por agradar demais as outras pessoas ou até mesmo fingindo ser alguém que não é. 

Neste artigo, vou falar mais sobre este tema tão importante e o que você pode fazer para superá-lo. 

O que é o complexo de inferioridade?

É um comportamento que tem origem num sentimento intenso de desvalorização perante os outros. 

Geralmente, quem possui baixa autoestima está mais propenso/a a sofrer com o complexo de inferioridade. Outros fatores que podem influenciar são também os transtornos mentais ou até mesmo traumas mais recentes. 

Pode ocorrer em qualquer fase da vida, basta que o indivíduo comece a apegar-se às críticas, rejeições ou até mesmo ao bullying que sofreu por parte de outros. Tudo isso faz crescer uma opinião negativa de si mesmo, que nada tem a ver com a realidade. 

Quem sofre com o complexo de inferioridade acaba por sabotar as próprias oportunidades por não acreditar ser capaz de realizar algo relevante ou bom. Por isso, torna-se crucial entender as crenças limitantes que adquiriu sobre si mesmo/a durante a sua vida, para poder superar esse bloqueio e entender o quão fantástico/a realmente é. 

Origem do Complexo de Inferioridade

As raízes deste complexo residem, na maioria, na sua infância, onde algumas situações podem ter fortalecido a crença da inferioridade. 

  • Crianças que são extremamente cobradas e comparadas o tempo todo com outras crianças tendem a desenvolver este sentimento de inferioridade, pois acreditam que nunca serão boas o suficiente;
  • Por outro lado, o excesso de cuidado e proteção também pode ser prejudicial, pois quando a criança cresce e precisa de lidar com o mundo sozinha, não se sente preparada ou capaz para tal tarefa, acabando por se tornar num adulto dependente e inseguro;
  • Crianças que possuem algum tipo de característica física que as diferem das outras também podem desenvolver o complexo de inferioridade, porque se sentem inferiores do que as que não são como elas;
  • Uma outra causa é quando os pais abusam verbal ou fisicamente dos filhos na infância, culpando-os pelo que não deu certo na vida. Indivíduos que se vêm envolvidos em situações de frutos de uma gravidez não planeada, tentativas de aborto, sofrimento fetal, depressão materna, morte de algum dos pais, abandono, maus tratos ou abuso físico/sexual, crescem já acreditando serem incapazes e inúteis.

Sintomas do Complexo de Inferioridade

Os sintomas compreendem comportamentos que são usados como mecanismos de proteção. Listo alguns aqui:

  • Preocupa-se demais com a opinião dos outros;
  • Coloca-se sempre no lugar de vítima em qualquer situação;
  • Está sempre a comparar-se a outras pessoas;
  • Tem o hábito de se diminuir em qualquer conversa ou interação;
  • Demonstra inveja constantemente;
  • Procura constantemente pelo reconhecimento dos outros;
  • Aponta os defeitos dos outros com frequência, para tirar o foco dos seus;
  • Isola-se, para não ter que interagir;
  • Sente necessidade de demonstrar superioridade, segurança e exibir as próprias conquistas;
  • Tem muito medo de arriscar e por isso perde muitas oportunidades;
  • Não quer desagradar os outros, por isso quase nunca fala “não”;
  • É muito sensível a qualquer crítica.

Como superar o Complexo de Inferioridade

Evite comparações

O nosso planeta tem aproximadamente 7,8 milhões de seres humanos e podemos afirmar que nenhum é igual ao outro. Por esse mesmo motivo, a comparação é algo totalmente injusto e negativo, a qual deve ser evitada ao máximo. 

Você possui a sua própria história, as suas ideias, os seus desejos, as suas habilidades… E cada uma dessas características transforma-o/a num ser único. Talvez não seja tão bom em algumas coisas, mas com certeza tem muitas habilidades em outras áreas. 

Lembre-se, pode sempre inspirar-se em outras pessoas, mas não se deve comparar.

Enxergue o seu lado bom

Não existe a pessoa perfeita. Deixe essa utopia de lado e pare de acreditar que deve ser imune a erros e falhas. 

Quem olha apenas para as suas imperfeições não se sente capaz ou confiante, afinal tudo o que enxerga são experiências e vivências negativas. 

Mude o seu foco e comece a perceber todas as coisas boas que possui, como as suas habilidades, os seus dons, a sua história de vida… Lembre-se de estar sempre à procura de conhecer ao máximo a parte iluminada que existe dentro de si.

Comemore as suas conquistas

Sempre que conquistar algo, dê a si mesmo/a oportunidade de comemorar. Não importa o tamanho da sua vitória, o importante é transformá-la num momento marcante e impulsionador. 

Isso vai ajudá-lo/la a lembrar-se do quanto você é capaz e dar-lhe coragem para ir em busca de mais progresso. 

Conheça-se a si mesmo/a

O autoconhecimento é essencial para que passe a confiar ainda mais em si mesmo/a. 

Entender a força da sua história, os grandes momentos que moldaram a sua personalidade, as suas forças e os seus pontos de melhoria, vai permitir com que compreenda exatamente quem é e que com isso consiga sentir orgulho de onde está e de tudo o que já alcançou.

Conclusão

Depois de tantas informações, resta apenas uma questão. É possível recuperar-se completamente do complexo de inferioridade? 

Sim, é muito possível! Basta começar a praticar estas dicas! Se sentir que o complexo está a afetar seriamente a sua vida, procure a ajuda profissional necessária para superar esse comportamento. 

Este artigo foi útil para si? Se este conteúdo o/a ajudou de alguma forma e acredita que ele pode ajudar muitas outras pessoas, sinta-se livre para curtir e compartilhar nas suas redes sociais.

Últimos Vídeos no Youtube

Mais Lidas

15 frases de incentivo para o sucesso
leia mais

15 frases de incentivo para o sucesso

Se o seu dia já começa mal, provavelmente todo o decorrer dele será na mesma vibração de energia. A solução para esses momentos é...

5 técnicas de relaxamento para acalmar a mente e relaxar
leia mais

5 técnicas de relaxamento para acalmar a mente e relaxar

Quando sua mente está cheia de preocupações do dia-a-dia, sua capacidade de relaxar e focar no presente diminui. Por isso, é tão importante manter...

Entenda quais são e como funcionam as 5 emoções básicas do ser humano.
leia mais

Entenda quais são e como funcionam as 5 emoções básicas do ser humano.

Todos nós somos emotivos em algum grau, uns com mais intensidade e outros com menor. O ser humano é capaz de sentir as mais...